Ventos de mudança: a ficção científica brasileira e a transição democrática

Marcello Simão Branco

Resumo


Dos anos 1970 até o início dos 1980 a ficção científica brasileira quase cessou suas atividades, com uma queda profunda nas atividades dos fãs e na publicação de obras de autores nacionais. Este intervalo, contudo, é chamado de “Onda Utópica/Distópica”, pois se publicou obras que criticava o regime militar, por autores vinculados ao mainstream literário. Este artigo argumenta que este período não é homogêneo em termos temáticos, pois é possível destrinchar as obras – por meio da análise comparativa de seus conteúdos políticos –, mostrando que a partir do início dos anos 1980, os temas da FC brasileira apresentavam especulações sobre as alternativas que se abriam ao país no contexto do processo de abertura política, que conduziria à redemocratização.


Palavras-chave


Ficção científica brasileira; Regime militar; Redemocratização.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0383.2013v34n2p131

Semina, Ciênc. Soc. Hum.

email: seminahumanas@uel.br
E-ISSN: 1679-0383

DOI: 10.5433/1679-0383


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

 

SalvarSalvarSalvarSalvar