Comparação de parâmetros bióticos e abióticos entre fragmento de floresta secundária nativa e um reflorestamento de Pinus taeda L.

Talita Parpinelli Ferracin, Valéria Teodoro da Silva, Paulo Souza Medri, Edmilson Bianchini, Jose Antonio Pimenta, Jose Marcelo Domingues Torezan

Resumo


A substituição das florestas naturais por plantios florestais comerciais, pode ser tão prejudicial quanto a agricultura ou a ocupação urbana. Porém, estudos sobre regeneração natural nessas áreas, apresentam resultados no desenvolvimento de espécies nativas no sub-bosque, sugerindo um processo sucessional favorável à recuperação da biodiversidade e também uma alternativa para a restauração. Este estudo teve como objetivo comparar parâmetros bióticos e abióticos entre fragmento de floresta secundária nativa e reflorestamento com Pinus taeda. O trabalho foi realizado no Parque Ecológico da Klabin, Fazenda Monte Alegre, Telêmaco Borba, Paraná. Foram avaliados dados bióticos (altura total, diâmetro à altura do peito (DAP - 1,30 m do solo) e área basal (AB), das espécies arbóreas com DAP ? 2,5 cm) e dados abióticos ( pH e compactação do solo, cobertura de herbáceas, cobertura de dossel, espessura da serapilheira, temperatura e umidade relativa do ar). A maioria dos parâmetros diferiu entre o reflorestamento de pinus e a floresta secundária, como pH e compactação do solo, cobertura do dossel, presença de herbáceas e também a estrutura de tamanho da vegetação (diâmetro e altura). Observou-se também, uma baixa regeneração no reflorestamento, evidenciada pela diferença na área basal. No entanto, houve regeneração no reflorestamento de pinus, e isso sugere que, com o tempo, poderá haver um incremento na regeneração da vegetação nativa, aumentando a riqueza de espécies e a complexidade estrutural da vegetação.


Palavras-chave


Estrutura florestal; Parâmetros bióticos e abióticos; Reflorestamento de Pinus taeda; Regeneração do sub-bosque

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2010v31n2p179

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367