Educação para a Saúde Bucal: trabalho em equipe e aspectos psicossociais

Iris Sawasaki, Luiza Nakama

Resumo


A educação é o ponto essencial de qualquer programa de saúde. Seus resultados soam significativos quando conseguem promover mudanças positivas no comportamento das pessoas. O presente trabalho visa realizar um estudo sobre os aspectos psicossociais envolvidos na mudança comportamentais das pessoas em relação à saúde bucal, relacionando-os com o trabalho educativo-preventivo de cárie dentária realizado pela equipe odontológica, bem como a compatibilidade deste trabalho com o programa da Secretaria de Saúde do município de Londrina. A amostra constituiu-se de 433 pais de crianças de O a 14 anos atendidas na rede de

Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Londrina, 101 profissionais do serviço odontológico da rede, e seu respectivo coordenador. Todas as respostas foram obtidas mediante a aplicação de questionários. Os resultados mostram que o trabalho educativo-preventivo de cárie dentária realizado pelos profissionais está de acordo com o proposto pela Secretaria de Saúde do município, e tem produzido reflexos positivos no saber e comportamento das pessoas com realçou à saúde bucal. Sugere se o incentivo à formação e inserção de maior número de Técnicos de Higiene Dental e Auxiliares de Consultório Dentário em funções específicas de educação para a saúde, para maior cobertura da população, a baixo custo para o município.



Palavras-chave


Cárie Dentária/Prevenção e Controle; Educação em Saúde Bucal; Equipe de Assistência ao Paciente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1997v18n1p15

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367