Atividade da ácido delta-aminolevulínico-desidratase na população urbana do município de Londrina, Paraná

Leda Mezzaroba, Conceição Turini, Mônica M B Paolielo, Maria Inês Rezende, Tiemi Matsuo

Resumo


A contaminação do solo, água, ar e alimentos por metais pesados, em decorrência de processos industriais, tem atingido não somente trabalhadores, mas também a população em geral. A determinação da atividade da ácido 8 -aminolevulínico desidratase (ALA-O) é o mais sensível indicador biológico de efeito subcrítico ao chumbo. O objetivo deste estudo foi avaliar a atividade da ALA-O em uma amostra populacional urbana do Município de Londrina, Paraná. A população estudada foi constituída por 87 sujeitos (52 mulheres e 37 homens) selecionados a partir de uma amostra inicial de 120 voluntários, de acordo com critérios de exclusão previamente estabelecidos. Foram excluídos os indivíduos expostos ocupacionalmente ao chumbo, com exames clínico-laboratoriais alterados, obesos, hipertensos, diabéticos e fumantes, cujas residências se localizavam próximas às áreas de utilização do metal. Os valores de referência (VR) obtidos para a atividade da ALA-D foram de 21,33 -59,90 U/L, não se encontrando diferenças significativas entre os valores para a população masculina e feminina. Estes resultados se mostraram semelhantes aos descritos em outros trabalhos, que também utilizaram amostras populacionais e mesma metodologia analítica. A padronização do uso de bioindicadores para a monítorização das populações expostas a poluentes ambientais, representa uma das medidas mais úteis para o diagnóstico precoce e prevenção das intoxicações por chumbo em áreas urbanas.



Palavras-chave


Ácido delta-aminolevulínico desidratase; Monitorização ambiental; Chumbo; Toxicologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1999v20n2p73

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367