Análise microbiológica de água filtrada por filtros domésticos em ambiente hospitalar

Emerson Danguy Cavassin, Renata Aparecida Belei, Luiza Rita Pachenski, Camila Helen Oliveira, Claudia M. Dantas Carrilho, Márcia Regina Eches Perugini

Resumo


A água potável tem sido descrita como reservatório de vários microrganismos. No mercado existe grande variedade de filtros domésticos, os fabricantes garantem a pureza da água processada por seus equipamentos algumas vezes de maneira equivocada. Em um ambiente hospitalar o controle da água é crucial como forma de reduzir a incidência de infecções. Com o objetivo de verificar o papel dos filtros domésticos como fonte de contaminação da água em ambiente hospitalar. foi realizado um estudo em amostras de água obtida por filtração, antes e após retrolavagem, de 26 filtros instalados em diferentes pontos do hospital, totalizando 78 culturas. Como controle foram analisadas, também, amostras de água não filtrada da rede de água do hospital, coletadas de torneiras próximas ao filtro analisado. As amostras foram avaliadas microbiologicamente através de culturas quantitativas para bactérias mesófilas e coliformes. Realizado também monitoramento dos teores de cloro. Não foi verificado qualquer contaminação nas amostras da rede e o teor de cloro se manteve em 1,5 ppm. Com relação às amostras filtradas antes e após retrolavagem não houve desenvolvimento de coliformes, entretanto, constatou-se a presença de bactérias mesófilas em 19,3% (p=0,056) em contagens que variaram de 30 a 100 UFC/ml, com teor de cloro variando de 0,0 a 1.5 ppm. Verificamos que a filtração por este método não assegura a total qualidade da água produzida, podendo ainda vir a ser uma fonte de contaminação.



Palavras-chave


Microbiologia; Água; Coliformes; Filtros de água; Bactérias mesófilas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1999v20n2p49

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367