O diagnóstico de HIV/AIDS: percepção de pacientes atendidos no município de Londrina (PR)

Eduardo Mathias Dessunti, Darli Antonio Soares

Resumo


O presente estudo foi realizado com o objetivo de avaliar a assistência dispensada aos pacientes com HIV/AIDS no processo de elucidação do diagnóstico, do ponto de vista do próprio usuário. Entrevistaram-se 60 pacientes que haviam passado por internação em hospital (ais) do município, o que correspondeu a 56,6% dos que se encontravam dentro dos critérios preestabelecidos. Concluiu-se que a maioria dos pacientes (73.6%) não conhece o método utilizado para realização do diagnóstico; o tempo de espera pelo resultado variou de 0 1 — 8 dias (38,1%) até 22 ou mais dias (11,9%), 55,0% referem percepções negativas nesse período do espera; em 20,0% dos casos o exame foi realizado sem o conhecimento do paciente. O exame foi indicado pelo médico em 55,0% dos casos e o resultado foi comunicado pelo mesmo profissional segundo 75,0% dos entrevistados. Entre os pacientes que realizaram o exame em Londrina, 40,5% não receberam o resultado da forma como desejavam.



Palavras-chave


Percepção do diagnóstico de HIV/AIDS; Diagnóstico de HIV / AIDS.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1999v18n2p51

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367