Avaliação de antimicrobianos na germinação de esporos e células vegetativas de bactérias isoladas de processos de fermentação alcoólica

Valmir Eduardo Alcarde, Cláudio Rosa Gallo, Antônio Joaquim de Oliveira

Resumo


Uma das possíveis causas pára o aumento do nível de contaminação no caído de cana, desde a saída do decantador ate as dornas de fermentação, seria a germinação de esporos ativados pelo tratamento térmico do caldo. Desta forma, este trabalho teve como objetivo avaliar a atividade de alguns antimicrobianos utilizados cm indústrias sucro-alcooleiras na germinação de esporos bacterianos e em suas respectivas células vegetativas. Suspensões de esporos contendo 10*-10"esporos/ml de Bacillus subtilis, Bacilius coagulans, Bacillus megaterium, Bacillus brevis, Bacillus stearotherrnophilus e Sporotactobacitius sp. foram testadas. Após ativação a 80°C por 10 minutos, foram cultivados em caldo de cana e então os seguintes anti microbianos foram dosados: Virginiamicina (1,0; 2,0 e 3,0 ppm), Penicilina V Potássica (1,0; 2,Oe 3.0 ppm). Kamoran HJ (1,0; 2,0 e 3,0ppm), T&tracicíina (25,0; 50,0 e 100.0 ppm), Bactol Q (20,0; 30,0 e 40,0 ppm) e Adesoi A-207 (20,0; 30,0 e 40,0 ppm). As porcentagens de redução no número de esporos bacterianos e em suas respectivas células vegetativas foram maiores para as concentrações mais elevadas de cada antimicrobiano, sendo que todos eles apresentaram melhores resultados quando permaneceram em contato com os microrganismos durante um período de tempo de õ horas. Dos produtos testados, o que se mostrou mais eficiente para inativar esporos e células vegetativas de bactérias foi o Bactol Q, podendo ser utilizado para controlar o aumento de contaminação em caldo de cana após aquecimento e decantação.



Palavras-chave


Antimicrobianos; Esporos; Bactérias; Fermentação Alcoólica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1996v17n2p223

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367