Estudo da resistência de união metalocerâmica. Efeito do tipo de liga metálica e tratamento superficial

Tomio Nonaka, Celso Luiz de Angelis Porto, Antonio Carlos Gastaldi, Geraldo Maia Campos

Resumo


O objetivo deste trabalho foi comparai' a resistência de união metalocerâmica, utilizando-se dois tipos de tratamentos superficiais (ataque eletroquímico e jato abrasivo com óxido de alumínio), de duas ligas metálicas à base de níquel-cromo (Durabond e Nickron). Os corpos-de-prova foram confeccionados a partir de padrões obtidos em matriz metálica, para que todos apresentassem a mesma área. Em seguida foram usinados e submetidos a tratamentos superficiais, com subsequente aplicação da porcelana. Para realização dos testes de resistência á compressão utilizamos a maquina Instron, com velocidade de 0,02 mm/min, A partir dos resultados obtidos, pode-se concluir que: O ataque eletroquímico apresentou pior desempenho quanto 'a resistência de união do que o tratamento superficial jato abrasivo com óxido de alumínio. As ligas metálicas utilizadas aparentemente propiciaram resultados idênticos de resistência de união, se consideradas as médias gerais de cada liga, que foram não significantes estatisticamente. Entretanto, comparando-se as interações figas metálicas x tipos de tratamento, ficou demonstrado que o ataque eletroquímico determinou uma resistência maior, quando usada a liga Durabond, do que quando utilizada a liga Nickron. O jato abrasivo com óxido de alumínio determinou uma resistência maior, quando usada a liga Nickron, do que quando utilizada a liga Durabond. A liga metálica Nickron demonstrou maior resistência ã compressão com o jato abrasivo do que com o ataque eletroquímico. A liga metálica Durabond apresentou resistência semelhante, com ambos os tratamentos (jato abrasivo e ataque eletroquímico).



Palavras-chave


Metalocerâmica; Liga Metálica; Resistência à Compressão; Tratamento Superficial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1996v17n2p214

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367