Estudo da mortalidade perinatal no Hospital Universitário de Londrina

Ana Berenice Ribeiro de Carvalho, Ângela Sara Jamusse de Brito, Ligia Silvana Lopes Ferrari, Marcos Nader Amari

Resumo


O objetivo deste estudo foi observar os índices de natimortatidade, mortalidade perinatal e mortalidade neonatal de 1983 a 1997, no Hospital Universitário do Londrina. No período estudado, nasceram 20.021 crianças sendo 386 natimortos e 19.635 recém nascidos vivos. Houve decréscimo de todos os índices sendo o mais significativo o de mortalidade neonatal que foi de 24.2 por mil em 1983 para 19.6 por mil em 1991. A incidência de baixo peso e prematuridade têm se mantido alfa, sendo em 1991 de 13,1% e 11,0% respectivamente. Este índice de mortalidade neonatal é semelhante aos apresentados por outros estudos no país, no entanto esses índices podem ser melhorados com adequada assistência perinatal como ocorre nos países desenvolvidos.



Palavras-chave


Mortalidade perinatal; Baixo peso ao nascer; Prematuridade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1995v16n2p201

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367