Visitantes Florais de Murraya exótica L. (Rutaceae)

Maria de Jesus Vitali, Vera Lígia Letízio Machado

Resumo


Foram realizados estudos de biologia floral, sistemas de cruzamento e observação do comportamento da entomofauna visitante de Murraya exótica L. (Rutaceae). Os estudos de biologia floral consistiram de observações sobre a produção de néctar e concentração de açúcar, presença de osmóforos, pigmentos na corola, padrão de reflexão e absorção de raios ultravioleta, viabilidade de pólen, polinizadores e visitantes florais em geral. Os sistemas de cruzamento foram estudados através de polinizações manuais.  A espécie M. exótica é freqüentemente xenogâmica, mas a autogamia também ocorre. Os polinizadores efetivos são as abelhas Apis mellifera (51,6%) e Trigona spinipes (9,9%). Os demais insetos visitantes são pilhadores de néctar e pólen. O florescimento inicia-se normalmente de fevereiro a março e o ciclo reprodutivo completo, compreendendo a produção de botões florais até a formação de frutos maduros, abrange os meses de fevereiro a junho.



Palavras-chave


Abelhas; Biologia reprodutiva; Murray a exótica; Polinização; Visitantes florais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1994v15n2p153

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367