Ficoflórula do rio Tibagi, estado do Paraná, Brasil, II: gênero Closterium (Zygnemaphyceae)

Maria do Carmo Bittencourt-Oliveira, Ana Alice Jarreta de Castro

Resumo


O trabalho é parte de um projeto maior que tem como finalidade o estudo da estrutura e funcionamento da comunidade fitoplanctônica do Rio Tibagi. Esta segunda contribuição tem como objetivo o levantamento taxonômico do gênero Closteríum. Cinquenta e nove amostras foram coletadas através de arrasto superficial utilizando rede de nylon com 30pm de abertura de malha. Dessas amostras vinte e três apresentaram representantes do gênero Closterium. Vinte e um táxons foram identificados, sendo vinte e uma espécies, quatro variedades que não são as típicas de seus respectivos tipos. Quatorze táxons foram citados pala primeira vez para o Estado do Paraná em um total de 66,67% dos táxons levantados.



Palavras-chave


Closteríum, Rio, Estado do Paraná.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1993v14n2p74

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367