Efeitos do Glifosato sobre a anatomia do epicótilo, cotilédones e limbo de folhas primárias e plântulas de Stizolobium aterrimum Piper et Tracy

Edmilson Bianchini, Graci Mirian Corso

Resumo


Foram estudados os efeitos do glifosato sobre a morfologia dos cotilédones, epicótilo o folhas primárias de plântulas de Stizolobium aterrimum Piper et Tracy, em condições laboratoriais. As sementes foram germinadas em bandejas plásticas, forradas com papel de filtro, embebido em água. No sexto dia após a semeadura, das foram transferidas pura garrafas de vidro cortadas, contendo água destilada, 0,01; 0,10; 1,00; 10,0 ou 100 mg i.al da solução herbicida. As plântulas foram coletadas para análise aos 15 dias após a semeadura. O gfitosato inibiu o desenvolvimento do epicótilo a partir da dosagem 1,0 mg i.al, alterando anatomicamente o ápice meristemático caulinar, tratado com a maior dosagem do herbicida. Não houve alterações marcantes na região mediana do epicótilo. A partir do tratamento 0.10 mg i.al, constatou-se a redução progressiva do desenvolvimento das folhas primárias o que resultou na compactação do mesófilo. O herbicida não alterou o tamanho e a estrutura dos cotilédones, mas inibiu o consumo do material de reserva, nas maiores dosagens.



Palavras-chave


Glifosato; Stizolobium aterrimum Piper; Anatomia da plântula.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1992v13n2p30

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367