Prescrição de antimicrobianos no Hospital Universitário Regional do Norte do Paraná, da Universidade Estadual de Londrina, no ano de 1988

Dayse de Souza Pauli, Cláudio Clementino Camacho Biazin, José Luis da Silveira Baldy, Débora Vitorri, Noemi Tateiwa, Silvia Helena dos Santos Gajardoni, Ceila Maria Santana Malaques, Fátima Mitsie Chibana, Ana Paula Miyagusho Tabas

Resumo


Analisou-se neste estudo o uso de antimicrobianos tio Hospital Universitário Regional da Norte do Paraná (HURNP), no período de janeiro a dezembro de 1988, A taxa geral de uso de antimicrobianos foi de 46.02%, para o lotal de 12,193 pacientes, internados. O uso profilático foi de 15,88% e o terapêutico de 31,96%. O tempo médio de uso geral com indicação terapêutica foi de 7,55 dias e com indicação profilática foi de 5,37 dias. As clinicas em que foram prescritos antimicrobianos a mais de 50% dos pacientes internados foram: Urologia, Ortopedia, Oftalmologia, Neurologia. Ginecologia, Doenças Transmissíveis, Cirurgia Vascular e Cirurgia Infantil. A penicilina G foi o antimicrobiano mais utilizado (taxa de 25.25%), seguido pelo cloranfenicol (14,77%) e pelas cefalosporinas de primeiras geração (10,28%). O cloranfenicol foi o antimicrobiano mais utilizado com finalidade profilática (31.43%). Quanto aos antimicrobianos prescritos para profilaxia cirúrgica, a taxa de uso foi de 41,60% nas cirurgias limpas, 73,40% nas potencialmente contaminadas e 24,00% nas contaminadas. A taxa de infecção nas cirurgias limpas foi de 4,84% nos pacientes que receberam antimicrobianos com finalidade profilática e 6,13% nos que não os receberam. Analisam-se os custos relativos ao uso profilático de antimicrobianos em cirurgia. Os autores ressaltam a necessidade de se estabelecerem medidas para o controle do uso de antimicrobianos em hospitais.


 


Palavras-chave


Infecções hospitalares; Profilaxia antimicrobiana; Custos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1990v11n2p117

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367