Assistência pré-natal e gravidez de alto risco em pacientes atendidas na maternidade do H.U.R.N.Pr. em 1985

Marco Antonio de Barros, Dorival Moreschi Júnior, Marcos Aparecido Sarria Cabreira, Fernando Mangieri Sobrinho

Resumo


Com a finalidade de caracterizar a assistência pré-natal (APN) prestada as gestantes de alto risco, estudamos todas as gestantes atendidas na maternidade do Hospital Universitário Regional do Norte do Paraná (HURNPr) em 1985. Verificamos que 70% receberam APN, sendo 47% no HURNPr; destas, 41% realizaram 5 consultas ou mais em seu pré-natal. O índice de parto operatório encontrado foi de 41% e o de baixo peso de nascimento 20%, Concluímos ter sido baixo o número de gestantes que recebeu APN em nível de atendimento secundário e que estas o fizeram de maneira inadequada. Com isso, esse grupo de alto risco, mesmo com APN, apresentou resultados insatisfatórios no desenlace gestacional.



Palavras-chave


Assistência Pré-natal; Gravidez de alto risco.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1988v9n3p147

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367