Diversidade de Simuliidae (Diptera: Nematocera) de três cursos d’ água no parque ecológico da Klabin S.A. – Telêmaco Borba, Estado do Paraná

Taciana Lopes Coppo, José Lopes

Resumo


Os simulídeos têm sido objeto de preocupação devido ao seu hábito hematófago, forte antropofilia e alta proliferação, causando desconforto à população, prejuízos em atividades agropecuárias e de turismo rural, além de serem vetores de patógenos. Objetivando conhecer a estrutura de comunidade e diversidade específica desses insetos, foi realizado o levantamento de espécies em três riachos de um parque ecológico em Telêmaco Borba – Paraná. Coletaram-se imaturos em substratos minerais e vegetais no leito dos rios. Efetuaram-se análises físicas e químicas da água. Foram coletados 14397 indivíduos, sendo 14150 larvas e 247 pupas de simulídeos. Identificaram-se as espécies Simullium subnigrum, S. subpallidum, S. rubrithorax, S. incrustatum, S. pertinax, S. inaequale, S. anamariae, S. rubiginosum, S. travassosi, S. riograndense e S. dinelli. Este é o primeiro registro de S. rubiginosum e S. dinelli para o Estado do Paraná. As áreas de menor impacto apresentaram maior diversidade, entretanto áreas impactadas apresentaram maior abundância de borrachudos, representados por apenas uma espécie, S. rubrithorax. Conclui-se que áreas de preservação com ribeirões de águas lóticas e mata ciliar preservada constituem-se como área de refúgio para as espécies de simulídeos. Ambientes antropofizados interferem na dinâmica das espécies, privilegiando uma ou mais, que tornam-se abundantes e dominantes do criadouro.


Palavras-chave


Borrachudos; Larvas; Criadouro; Diversidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2010v31n1p03

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367