Um modelo alternativo de transmissão de inflação externa

Pichai Chumvichitra

Resumo


Tradicionalmente, um estudo sobre inflação se associa mais aos papéis de excesso da demanda agregada e/ou de contraição do mercado. Todavia, após a variação dos preços externos existe muita dúvida quanto a análise dos fatores principais á inflação doméstica, principalmente na economia dependente. Obviamente a economia com maior grau de dependência recebe mais influência das variações externas tais como choques externos, em comparação com a economia que tem um grau menor. Nesse ponto, a característica de economia aberta e pequena é uma alternativa eficiente a ser considerada no estudo sobre influência externa na inflação doméstica. Nesse ramo ê possível concluir que há, pelo menos, três fatores que determinam inflação interna - choques externos, estruturais e políticos. Os dois últimos são fatores que explicam como a inflação interna se desvia da externa.



Palavras-chave


Economia aberta e pequena; Setores comerciáveis e não comerciáveis; Choques externos e choques internos (estruturais e políticos).

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1985v6n2p75

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367