Utilização do Cloprostenol (ICI-80.996) por via intramuscular na sincronização do cio de vacas Nelore

João Roberto Basile, Vanderlei A. Benedito

Resumo


 

Estudo da eficiência do Cloprostenol (ICI - 80.996) na sincronização do cio e os respectivos índices de fertilidade em um rebanho Nelore criado no municipio de Cianorte, PR. Os animais foram divididos ao acaso em três grupos de 60. O grupo 1 recebeu duas doses de 0,5mg de Cloprostenol por via intramuscular com 11 dias de intervalo e duas inseminações pré-fixadas (72 e 96 horas) depois da segunda dose. No grupo II, seguindo-se a aplicação da primeira dose do luteolítico, as vacas que manifestaram cio foram inseminadas cerca de 12 horas após a detecção do estro. As fêmeas que não responderam, foram submetidas à uma segunda injeção 11 dias após e as inseminações realizadas do mesmo modo. No grupo III procedeu-se a observação de cio e inseminação no mesmo esquema do grupo II, durante 24 dias. Os resultados foram os seguintes: Grupo I - no cio sincronizado, 18 (30%) vacas ficaram gestantes. Mas na segunda inseminação, o índice de fertilidade (IF) completou 68,3% (41 gestantes). Duração: 37 dias. Grupo II - das 56 matrizes inseminadas no cio sincronizado, 25 (44,6%) ficaram prenhes. Após a segunda inseminação, o IF atingiu 66,0% (37 gestantes). Duração: 37 dias. Grupo III - 51 fêmeas inseminadas e 31 (60, 7%) gestantes. Com a segunda inseminação o IF foi de 72,4% (37 gestantes). Duração: 45 dias. O índice de fertilidade entre os grupos estudados foi estatisticamente significativo (P < 0,01).


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.1981v3n9p71

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367