Epigenética: regulação da expressão gênica em nível transcricional e suas implicações

Everton de Brito Oliveira Costa, Cristiane Pacheco

Resumo


A epigenética compreende um conjunto de mecanismos que promovem a regulação da expressão gênica a nível transcricional através de modificações químicas no DNA e na cromatina, como metilação, acetilação e fosforilação, que resultam na conseqüente mudança fenotípica do indivíduo sem, no entanto, ocorrer nenhuma alteração na seqüência do DNA. Essas modificações químicas no DNA são constantemente feitas e desfeitas durante toda a vida do indivíduo, exceto para marcações químicas constitutivas que são herdadas geneticamente, visto que freqüentemente os indivíduos entram em contato com agentes promotores desses fenômenos durante a vida. Alterações nos padrões epigenéticos promovendo a expressão aberrante ou o silenciamento de determinados genes podem aparecer em organismos com idade avançada, e em uma ampla variedade de eventos e patologias como no câncer, na inativação do cromossomo X, no imprinting genômico, e em diversas síndromes de ordem neurológica e de prejuízo no desenvolvimento motor. Desse modo, busca-se atualmente o desenvolvimento de drogas que possuem a capacidade de reverter as marcações químicas alteradas em regiões específicas do genoma relacionadas a determinadas doenças. Uma maior compreensão desse universo da epigenética associada com suas implicações aos estados fisiológicos normais e patológicos mostra-se como uma grande promessa nessa era molecular, para o desenvolvimento de ferramentas profiláticas, diagnósticas e terapêuticas de uma ampla variedade de doenças.


Palavras-chave


Metilação; Acetilação; Imprinting genômico; Terapia epigenética.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2013v34n2p125

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367