Qualidade de vida de pacientes com migrânea relacionada ao período menstrual submetidos à terapia auricular

Vivian Viani Picanço, Karen Andréa Comparin, Feng Hsiu Hsieh, Deborah Sandra Leal Guimarães Schneider, Celeide Pinto Aguiar Peres, Joseane Rodrigues da Silva

Resumo


A migrânea é uma doença crônica caracterizada por crises intermitentes de cefaléia e sintomas associados, e constitui uma afecção que acomete em torno de 12 a 15 % da população em geral, em sua maioria mulheres. A qualidade de vida desses indivíduos fica comprometida, gerando um grande impacto físico, mental e social para os migranosos. Um dos métodos de tratamento que se mostra eficaz para aliviar os sintomas da migrânea menstrual é a terapia auricular ou auriculoterapia. O objetivo dessa pesquisa foi avaliar a qualidade de vida de pacientes com migrânea relacionada ao período menstrual que foram submetidos à terapia auricular. Para tanto, foram realizadas sessões de auriculoterapia em pacientes previamente selecionados e aplicado o questionário de qualidade de vida SF-36, em três momentos, antes da primeira sessão, sessenta dias após o início do tratamento e uma terceira avaliação noventa dias após o início do tratamento. Os resultados demonstraram que dos oitos indivíduos estudados, sete tiveram uma melhora geral da sua qualidade de vida. Conclui-se, assim, que o tratamento com a terapia auricular foi eficaz para a melhora da qualidade de vida de mulheres com migrânea relacionada ao período menstrual.


Palavras-chave


Migrânea; Período menstrual; Terapia auricular; Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2011v32n1p95

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367