Prevalência de anemias em gestantes do município de Campo Mourão – PR entre os períodos de 2005 a 2008

Soraya Cristina Medeiros Américo, Fabiana Nabarro Ferraz

Resumo


As gestantes constituem um dos grupos mais vulneráveis a adquirir anemias (carenciais). Este trabalho teve como objetivo verificar a prevalência de anemias em gestantes atendidas em Unidades Básicas de Saúde em Campo Mourão, de 2005 a 2008. Como instrumento de coleta de dados, foram utilizados os prontuários das gestantes e as seguintes variáveis: idade, situação conjugal, escolaridade, dosagem de hemoglobina e medicamentos prescritos para anemia. A prevalência de anemias nas gestantes foi de 6,18% e a maioria (70,07%) apresentava valores de hemoglobina entre 9,6 a 10,8 g/dL. A faixa etária mais acometida encontrava-se entre 18 a 26 anos (55,12%) e, com relação ao grau de escolaridade, a maioria (62,20%) possuía ensino fundamental e médio completo e cerca da metade das gestantes eram casadas. O medicamento antianêmico mais prescrito foram os sais de ferro (88,18%). A suplementação oral de ferro é a intervenção padrão para prevenção e tratamento da anemia durante a gestação. Neste estudo a prevalência de gestantes anêmicas foi considerada segundo a OMS um leve problema de saúde pública, sendo a grande maioria classificada como anemia moderada. Os resultados obtidos em nosso estudo possuem grande relevância, principalmente como fonte de futuras comparações e monitoramento da saúde na população de gestantes de Campo Mourão.


Palavras-chave


Anemia; Gestantes; Prevalência; Saúde pública.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2011v32n1p59

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367