Sofrimento no trabalho: significado para o auxiliar de enfermagem com dois vínculos empregatícios

Andreza Daher Delfino Sentone, Aurora Aparecida Fernandes Gonçalves

Resumo


O objetivo principal deste trabalho foi apreender o significado do sofrimento no trabalho para auxiliares de Enfermagem com dois vínculos empregatícios. Trata-se de uma pesquisa na abordagem qualitativa, realizada a partir da entrevista com dois auxiliares de enfermagem que representavam o perfil traçado entre profissionais com dois vínculos empregatícios desta categoria. O referencial teórico adotado para a análise do discurso dos entrevistados foi o sofrimento psíquico atrelado à organização do trabalho com o enfoque de Cristopher Dejours. Como resultado observou-se que estes trabalhadores apresentaram diferentes maneiras de reagir ao sofrimento no trabalho.

 


Palavras-chave


Sofrimento no trabalho; Trabalhador de enfermagem.

Texto completo:

Sem título


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2002v23n1p33

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367