Elaboração de programas de treinamento de força para crianças

Arli Ramos de Oliveira, Andrei Guilherme Lopes, Sidiclei Risso

Resumo


Um estilo de vida hipocinético tem aumentado entre crianças e adolescentes nos últimos anos, e isso faz com que os fatores de risco se apresentem mais facilmente, favorecendo o surgimento de doenças crônico-degenerativas já na infância. Logo, torna-se necessário a criação de programas de atividade física para essa faixa etária. O objetivo desse estudo é realizar uma revisão de literatura acerca dos fatores que se relacionam à montagem de um programa de treinamento com sobrecarga para crianças. Discutemse aspectos relacionados à atividade física na infância, gasto calórico, aptidão física relacionada à saúde, motivos que levam as crianças à praticar, ou desistir da atividade física, estabilidade da aptidão física na infância, aspectos fisiológicos e fatores de crescimento. Mais específicamente, são tratados os fatores que interferem na capacidade motora força, os mitos relacionados ao treinamento de força muscular em crianças, possíveis benefícios advindos dessa prática, fatores que devem ser levados em consideração no treinamento de força específico para crianças, supervisão do treinamento de força muscular em crianças, orientações para progressão do treinamento de força muscular em crianças, elaboração dos programas de treinamento de força muscular para crianças e adolescentes e discussão acerca dos testes de força. Quando devidamente supervisionado por especialistas, o treinamento específico e individualizado para crianças e adolescentes pode propiciar um ganho considerável de força muscular, e  contribuir favoravelmente para a promoção da saúde e qualidade de vida nessa faixa etária.

 


Palavras-chave


Treinamento com sobrecarga. Força muscular. Crianças.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2003v24n1p85

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367