Características da dentadura mista e tipos de padrões faciais em crianças brasileiras

Graciela de Almeida Zanetti, Maria Aparecida de Andrade Moreira Machado, Salete Moura Bonifácio de Souza, Eloisa Balarotti, Fabricia Lula Delgado

Resumo


Na época correspondente à fase de dentadura mista, ocorrem grandes alterações nos arcos dentais. Observa-se que é uma fase de intenso crescimento da criança, na qual alguns desvios da normalidade podem instalar-se. Sendo papel do Odontopediatra diagnosticar e tratar, sempre que possível, as alterações morfológicas e funcionais desta fase de desenvolvimento da dentição, o presente trabalho teve por finalidade, por meio de exame clínico de uma amostra aleatória de 495 crianças na faixa etária de 7 a 9 anos de idade, residentes na cidade de Londrina – PR, avaliar as características mais freqüentes observadas na fase de dentadura mista cujas variações são extremas devido ao período crítico e repleto de mudanças que ocorrem nesta fase. Os resultados evidenciaram: presença de mordida aberta, mordida cruzada anterior, mordida cruzada posterior, apinhamento antero inferior e antero superior, e diferentes padrões faciais. Por intermédio de gráficos, os resultados foram elaborados ilustrando-se assim a percentagem de prevalência destas características encontradas.Com isto pode-se concluir que inúmeras alterações acontecem nesta fase que não é estática, mas sim dinâmica.

 


Palavras-chave


Dentadura mista; Má-oclusão; Apinhamento.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2003v24n1p67

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367