Cuidados paliativos num hospital universitário de assistência terciária: uma necessidade?

Raphael Roncarati, Raquel Mori Pires de Camargo, Edilaine Giovanini Rossetto, Tiemi Matsuo

Resumo


Com o aumento de doenças crônicas e progressivas, tem se elevado o número de pacientes em estado terminal internados nos hospitais. O tratamento desses pacientes, que estão fora de possibilidades terapêuticas, deixa de ser curativo e passa a ser paliativo, sendo o alívio da dor um dos seus objetivos principais. Este trabalho teve o objetivo de quantificar e caracterizar os pacientes terminais internados e avaliar a satisfação desses pacientes e sua família com relação à analgesia. Os resultados da pesquisa indicam a necessidade da criação de serviços de cuidados paliativos, com equipe de profissionais da saúde especializados, na instituição do estudo, visando a qualidade da assistência aos doentes terminais e seus familiares.


Palavras-chave


Cuidados paliativos; Pacientes terminais; Dor.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2003v24n1p37

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367