Aspectos ergonômicos e posturais e o trabalhador da área de saúde

Neusa Maria Costa Alexandre

Resumo


Os distúrbios osteomusculares representam um importante problema de saúde ocupacional. Os trabalhadores da área de saúde estão sujeitos a sintomas osteomusculares, atribuídos particularmente a condições ergonômicas inadequadas. Os procedimentos que envolvem a movimentação e o transporte de pacientes são considerados os mais penosos para esses trabalhadores, e a implementação de treinamento é parte obrigatória de programas de prevenção. O presente trabalho teve por objetivo sintetizar e descrever criticamente os pontos básicos das principais estratégias de prevenção e controle dos sintomas osteomusculares, em trabalhadores da área de saúde, dentro de uma abordagem ergonômica. A metodologia empregada foi uma revisão sistemática, articulando evidências empíricas produzidas por trabalhos científicos da autora. Nele se discutem temas relativos às orientações posturais, aspectos ergonômicos específicos e considerações sobre os procedimentos de movimentação e transporte de pacientes. Descreve também equipamentos que deveriam ser utilizados durante a movimentação e o transporte de pacientes considerando que eles devem ser urgentemente implementados nas atividades práticas da área de saúde.


Palavras-chave


Ergonomia; Postura; Dor lombar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2007v28n2p109

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367