Cisto no ligamento cruzado anterior: relato de caso de um achado raro

Márcio Luís Duarte, Bruno Fernandes Barros de Abreu, José Luiz Masson de Almeida Prado, Marcelo de Queiroz Pereira da Silva

Resumo


Cistos no ligamento cruzado anterior são difíceis de diagnosticar devido à falta de sintomas e sinais específicos. A incidência deste transtorno é mais alta entre 20 e 40 anos de idade, ocorrendo predominantemente em homens. Nosso objetivo foi relatar um caso e revisar a literatura acerca desta lesão incomum, através de revisão do prontuário, registro fotográfico do método diagnóstico e revisão da literatura. Homem de 18 anos com dor no joelho direito há 04 meses. Refere jogar duas horas de futebol todos os dias por alguns anos. Exame físico com testes específicos do joelho negativos, sem hematoma ou edema. Nega torção, trauma e cirurgias. A ressonância magnética demonstra cisto lobulado intrasubstancial no ligamento cruzado anterior. Este relato demonstra a dificuldade de diagnosticar essa lesão, pois o exame físico é inespecífico, podendo simular patologias mais graves, necessitando de exames complementares para seu correto diagnóstico.

Palavras-chave


Cistos; Imagem de ressonância magnética; Ligamento cruzado anterior

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2018v39n2p181

Direitos autorais 2019 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367