Pintura cromossômica em Gymnotus arapaima com sonda e cromossomo total de Gymnotus carapo (Gymnotiformes, Gymnotidae)

Milla de Andrade Machado, Fernando Henrique Ramos Silva, Patricia Caroline Mary O’Brien, Malcolm Andrew Ferguson Smith, Julio Cesar Pieczarka, Cleusa Yoshiko Nagamachi

Resumo


O gênero Gymnotus é um dos gêneros mais especiosos (40 espécies) e mais amplamente distribuídos nas águas continentais da América do Sul, com maior ocorrência na bacia amazônica, onde varias espécies ocorrem em simpatria. A citogenética tem sido uma importante ferramenta na citotaxinomia e na elucidação dos processos evolutivos no gênero, que possui uma diversidade cariotípica elevada, sendo os cariótipos espécie-específicos, mesmo nas espécies que possuem o mesmo número diploide e são um fator de isolamento reprodutivo pré-zigotico nas espécies em simpatria. Cromossomos metafásicos de Gymnotus arapaima (GAR, 2n=44, FC: 24 m/sm + 20 st/a) foram hibridizados com sondas de cromossomo total de Gymnotus carapo (GCA, 2n=42). A sonda da região 1 (GCA 20) hibridizou um único cromossomo, o GAR 19, portador da NOR. As sondas da região 2 (GCA 1, 2, 3 e 16) hibridizaram os cromossomos de GAR: 1, 2, 14 e 18 e 21, o braço curto do par 4 e braço curto e uma parte do braço longo do par 13. As da região 3 (GCA 4, 5, 6, 7, 8, 17, 18, 19) hibridizaram os cromossomos de GAR 3, 5, 6, 5, 16, 20 e 22, o braço longo do par 4 e parte do braço longo do par 13. As da região 4 (GCA 9 – 15 e 21) hibridizaram os cromossomo 7-12 e 17. Até a presente análise pelo menos 3 pares (GAR 1, 16 e 20) se encontram conservados em relação ao cariótipo de GCA, enquanto outros encontram-se fragmentados e/ou fusionados. A pintura cromossômica em Gymnotus é uma ferramenta recente que, como observado no cariotipo analisado e em trabalhos anteriores, vem mostrando que os rearranjos cromossômicos no gênero são numerosos e o processo evolutivo dinâmico.


Palavras-chave


Pintura cromossômica; Gymnotus; Rearranjos cromossômicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp219

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367