Estudos citogenéticos em espécies neotropicais do Clado Spermacoce (Tribo Spermacoceae, Rubiaceae)

João Paulo Sardin Nasário, João Afonso Martins do Carmo, Eliana Regina Forni Martins

Resumo


Spermacoce s.s. ou Clado Spermacoce possui distribuição quase inteiramente restrita à região neotropical, compreendendo plantas frequentemente herbáceas. Análises cromossômicas não são muito frequentes no grupo, dado o nível de endemismo das espécies, muitas vezes, pouco estudadas até mesmo taxonomicamente. Este trabalho objetivou investigar características cromossômicas de algumas espécies do Clado Spermacoce que ainda não possuem dados citogenéticos, a fim de preencher lacunas de conhecimento nos gêneros e poder compreender melhor os processos de evolução cromossômica do grupo. Foram coletadas nos campos rupestres da Serra do Espinhaço, sementes de quatro espécies (Hexassepalum teres (Walter) J.H.Kirkbr., Psyllocarpus asparagoides Mart. ex Mart. & Zucc., P. laricoides Mart. ex Mart. & Zucc. e Staelia domingosii R.M.Salas & E.L.Cabral) que foram germinadas em condições ideais; as radículas emergidas foram pré-tratadas com antimitótico 8-Hq e armazenadas. As lâminas foram feitas pelo método de esmagamento de raiz, após digestão enzimática, em seguida foram coradas pela técnica de CMA/DAPI e observadas em microscópio de fluorescência. Todas as espécies apresentaram 2n=28 e o bandamento CMA/DAPI indicou a presença de pelo menos um par de bandas CMA+/DAPI-. As contagens e o bandamento são inéditos para os gêneros e as espécies. O número 2n=28 já foi relatado para outras espécies do grupo e parece ser comum, porém outros números também já foram relatados. Nossas contagens corroboram o número básico x=14 já proposto para o clado. A quantidade de bandas positivas de CMA parece ser constante nas espécies estudadas, não podendo ser feitas maiores inferências devido a inexistência de dados de bandamento no clado.


Palavras-chave


Bandamento CMA/DAPI; Número básico; Psyllocarpus

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp164

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367