Primeira determinação do número cromossômico de Monotagma plurispicatum (Körn.) K.Schum (Marantaceae)

Bruna Natália Veloso dos Santos, Weslaine de Almeida Macedo, Vanessa dos Santos de Mello, Douglas Machado Leite, Isane Vera Karsburg

Resumo


As espécies de Marantaceae se destacam por apresentar características exuberantes e complexas envolvendo tanto suas flores, como mecanismo de polinização altamente especializado. Apresentam potencial ornamental, ecológico e econômico, sua representação no Brasil ocorre por meio 11 gêneros e 130 espécies que habitam florestas tropicais úmidas. Monotagma plurispicatum (Körn.) K.Schum possui como principal característica um anel piloso no limite entre o pecíolo e o pulvino, sua importância ecológica, está associada ao elaborado mecanismo floral, onde há liberação explosiva e irreversível do pólen, no qual o grão é disparado contra o corpo de seu polinizador. Por ser incipiente estudos sobre a família, gênero e espécie, objetivou-se determinar pela primeira vez o número cromossômico de M. plurispicatum, contribuindo com informações que aumente a eficiência de estratégias de conservação, para fins taxonômicos, evolutivos e de melhoramento genético. O trabalho foi realizado no Laboratório de Citogenética e Cultura de Tecidos Vegetais, da Universidade do Estado de Mato Grosso campus de Alta Floresta-MT, utilizou-se meristemas radiculares de plantas adultas de M. plurispicatum e submetidas ao processo de bloqueio por APM 3µM, durante 12 a 18 horas a 4ºC e fixadas em metanol-ácido acético na proporção 3:1 (PA), em seguida, transferidas para tubos do tipo Eppendorf ® contendo 10?L enzima Pool Enzimático (pectinase + hemicelulase + macerozime), onde permanecerão por 7 hora a 35ºC em banho-maria. As lâminas foram realizadas pela técnica de dissociação celular, secagem ao ar e em placa aquecedora à 50°C coradas com Giemsa 5% por 3 minutos e lavadas 3 vezes em água destilada. As imagens (metáfases) de interesse foram fotografadas com o uso de objetiva de 100X em um microscópio fotômico binocular (Leica ICC 50) acoplado a um computador e no software LAZ EZ V1. 7.0. Verificou-se que a espécie Monotagma plurispicatum apresenta número 2n=12 cromossomos, diferente dos demais dados encontrados em outros gêneros da família, por meio deste estudo, obtêm-se informações relevantes sobre a espécie, fornecendo características citológicas e cromossômicas que auxiliarão no entendimento de variações genéticas envolvidas na evolução do grupo.

Palavras-chave


Amazônia Meridional; Dissociação celular; Zingiberales

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp225

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367