Número cromossômico do cruzamento de Catassetum (Dragon’s x pileatum) (Orchidaceae)

Weslaine de Almeida Macedo, Bruna Natália Veloso dos Santos, Vanessa dos Santos de Mello, Douglas Machado Leite, Isane Vera Karsburg

Resumo


O gênero Catasetum Rich. ex Kunth, Orchidaceae, destaca-se dos demais grupos por apresentar  dimorfismo sexual e também pelo mecanismo de disparo das  polínias quando em contato com alguma estrutura externa. Para este gênero, estudos mostram que há uma ampla diversidade morfológica, numérica e cromossômica. A hibridação interespecífica é um dos principais aspectos responsáveis por esta vasta diversidade. Pela relevância do gênero poucos estudos referentes aos híbridos do gênero, este trabalho objetivou-se determinar o número cromossômico do híbrido oriundo do cruzamento de Catassetum (Dragon’s x pileatum). O presente trabalho foi realizado no Laboratório de Citogenética e cultura de Tecidos Vegetais, na Universidade do Estado de Mato Grosso, utilizou-se meristemas radiculares de um híbrido obtido do cruzamento de Catasetum (Dragon’s x pileatum), foram submetidas ao processo de bloqueio permanecendo em solução de Amiprofos-metyl 3µM APM  durante um período que variou de 12 a 18 horas a uma temperatura de 4ºC e fixadas em solução metanol-ácido acético (PA) em uma proporção de 3:1 sob as mesmas condições de temperatura, sendo posteriormente transferidas para tubos do tipo Eppendorf® contendo 200?L de enzima Pectinase SIGMA® à 100%, permanecendo por 5 horas a 35ºC em banho-maria. As lâminas foram preparadas pela técnica de dissociação celular, secagem ao ar e em placa aquecedora a 50ºC e submetidas à solução Giemsa a 5% por 3 minutos. As imagens com cromossomos bem distribuídos e sem sobreposições nas lâminas foram fotografadas com o uso de objetiva de 100x em um microscópio fotômico binocular (Leica ICC 50) acoplado a um computador e no software LAZ EZ V1. 7.0. O híbrido estudado apresentou o número de 2n=36 3µM cromossomos, corroborando assim com a média apresentada na literatura sobre o gênero e seus híbridos provenientes (2n=40 à 2n=162). Sendo assim, o número cromossômico encontrado pode oferecer informações necessárias para contribuir com estudos de melhoramento e também de variações genéticas que são ocorrentes dentro do gênero Catasetum.


Palavras-chave


Dissociação celular; Híbrido; Ornamental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp211

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367