Fragmentação de DNA em células meristemáticas de Allium cepa L. após exposição à nanopartículas de titanato de bário

Motta Aragão Motta, Pedro Henrique Mendes Matheus, Graciele Lurdes Silveira, Larissa Fonseca Andrade Vieira, José Marcello Salabert de Campos

Resumo


O titanato de bário (BaTiO3, TB) é um óxido de tipo perovskita tradicionalmente conhecido por ser um material semicondutor/ferroelétrico e tem sido usado no campo da eletromecânica, engenharia e biomedicina. O aumento da produção e utilização deste e de outros materiais de escala nanométrica suscitou dúvidas sobre os seus possíveis efeitos tóxicos nos organismos, entre os quais a investigação dos efeitos genotóxicos para a sua utilização segura é essencial. Portanto, o objetivo do presente estudo foi avaliar o potencial genotóxico das NPs de TB (NPs) utilizando Allium cepa (A. cepa L.) como sistema modelo. Dois ensaios para a detecção de fragmentação de DNA foram empregados: TUNEL e citometria de fluxo. Duas concentrações de TB foram investigadas (50 e 100µg/mL) além de um controle negativo de água destilada. As raízes foram submetidas aos tratamentos por um período de 24h. Para a técnica de TUNEL a preparação da reação para marcação e detecção dos fragmentos contendo extremidades 3`-OH livres foi conduzida de acordo com o protocolo recomendado pelo fabricante do Kit DeadEndTM Fluorometric TUNEL System (Promega®). Um total de 100 núcleos foram analisados por lâmina quantificando-se o percentual de núcleos positivos. Os mesmos tratamentos foram empregados para análise de ciclo celular por citometria de fluxo. Os meristemas foram triturados na presença de tampão de lise LB01 e corados com iodeto de propídeo. O percentual de subpartículas G1 foi utilizado como um parâmetro para a identificação de fragmentação de DNA. Os resultados demonstraram efeitos significativos sobre a indução de fragmentação de DNA em todas as variáveis analisadas. Após exposição à maior concentração de TB analisada (100µg/mL) o percentual de núcleos positivos para a técnica de TUNEL foi cerca de 19X superior ao tratamento controle. O mesmo pôde ser observado pela análise do percentual de subpartículas-G1 (também um indicativo direto de fragmentação do DNA e morte celular). Para esta variável a maior concentração elevou em aproximadamente 5X o percentual de ocorrência de danos. Os dados sugerem um efeito genotóxico das NPs de TB em concentrações elevadas, com implicações para ecológicas para o uso destas nanopartículas.

Apoio financeiro: Fapemig

Palavras-chave


Titanato de Bário; Fragmentação de DNA; Genotoxidade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp177

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367