Natureza molecular da heterocromatina no cariótipo de uma população polimórfica de Hypostomus regani (Pisces, Loricariidae)

Camilla Borges Gazolla, Ana Camila Prizon, Júlio Henrique Oliva, Greicy Ellen de Brito Ferreira, Daniel Pacheco Bruschi, Luciana Andréia Borin de Carvalho, Ana Luiza de Brito Portela Castro

Resumo


Hypostomus (Loricariidae) destaca-se na família pela grande diversidade cariotípica numérica (2n=64-84) e estrutural, envolvendo diferenças nas fórmulas cromossômicas até mesmo dentro da mesma espécie. Esta variabilidade pode ser melhor avaliada com a utilização de diferentes marcadores cromossômicos, os quais revelam uma diversidade críptica neste grupo. Estudos prévios em uma população de H. regani coletada no rio Taquari (bacia do rio Paraguai, Coxim, MS) revelaram 2n=72 cromossomos, porém, dois cariomorfos, sendo cariomorfo A com 12m+14sm+18st+28a e no cariomorfo B, 13m+14sm+17st+28a. O cariomorfo B é caracterizado por um intrigantante heteromorfismo de tamanho envolvendo o par cromossômico 19, constituído por um homólogo subtelocêntrico e por um cromossomo metacêntrico grande, o maior do complemento. Essa condição é observada em 43,74% de nossa amostra e independe do sexo do indivíduo analisado. O metacentrico apresentou o braço curto totalmente heterocromático (banda C positivo) e sequências ricas em CG, reveladas por CMA3. Portanto, o presente estudo tem como objetivo, complementar os dados sobre a natureza molecular da heterocromatina nos cromossomos de H. regani, com ênfase  no par heteromórfico, através do FISH com sequências de microssatélites (GA)15 e (CA)15. Foram evidenciados clusters de repetições (CA)15 principalmente nas regiões subterminais e pericentroméricas na maioria dos cromossomos do complemento. Adicionalmente, detectamos sinais discretos de hibridação na região insterticial de ambos os braços e marcações nas regiões subterminais no par de cromossomos que contém o cromossomo heteromorfo. Clusters de (GA)15  foram evidenciados nas regiões subterminais e pericentricas de vários cromossomos, destacando-se marcações subterminais, e no par 19 com o cromossomo heteromórfico, observou-se clusters  em ambas regiões subterminais e uma discreta marcação intersticial no braço longo do heteromorfo. Estes resultados contribuem com dados sobre a  composição molecular heterogênea da heterocromatina no genoma desta espécie e revela importante papel dos elementos repetitivos na evolução cariotípica da mesma.

Apoio financeiro: CAPES-PBC/UEM

Palavras-chave


Elementos Transponíveis; Microssatélite; Sequências repetitivas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp208

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367