Relações cariotípicas e conteúdo de DNA entre espécies e híbridos interespecíficos de Passiflora L.

Natoniel Franklin de Melo

Resumo


Citologicamente, as espécies de Passiflora com número cromossômico conhecido podem ser divididas em três grupos: 2n=12, 24, 36; 2n=18, 72 e 2n=20. O número cromossômico básico proposto para o gênero é x=6, sendo x=9 e x=10 considerados números básicos secundários. Por outro lado, Passiflora apresenta uma variação no conteúdo de DNA nuclear entre o maior e o menor genoma conhecidos de cerca de 10x, com valores 1C variando de 0,212 pg em P. organensis a 2,68 pg em P. quadrangularis, o que representa um alto grau de diversidade intragenérica. No presente trabalho relata-se o padrão de bandas CMA3/DAPI, a distribuição dos sítios de DNAr 45S e o conteúdo de DNA (2C) em espécies e híbridos interespecíficos de Passiflora do grupo com x=9. Preparações citológicas foram submetidas à análise convencional, dupla coloração com os fluorocromos CMA3/DAPI e FISH utilizando sonda de DNAr 45S e 5S. O conteúdo de DNA foi estimado por citometria de fluxo. Os resultados mostraram 2n=18 cromossomos para as espécies e híbridos interespecíficos analisados e dois ou três pares de sítios de DNAr 45S, estando esses últimos co-localizados com as bandas CMA3+/DAPI-. Os valores 2C estimados foram 3,45 ± 0,03 pg em P. edulis, 3,59 ± 0,09 pg em P. laurifolia, e 2,60 ± 0,06 pg em P. lutzelburgii. Nos híbridos, foi observado 2C = 3,86 ± 0,08 pg para P. laurifolia x P. edulis e 3,24 ± 0,05 pg para P. laurifolia x P. luetzelburgii, valores 10% e 5%, respectivamente, maiores que o esperado. Este é o primeiro registro de contagem cromossômica, caracterização citogenética e de conteúdo de DNA para a espécie P. luetzelburgii, cujos dados mostraram os menores valores para o comprimento dos cromossomos, corroborado pelo menor valor 2C entre as espécies com 2n=18. O número e a posição terminal das bandas heterocromáticas e sítios de DNAr 45S mostraram-se bastante conservadas, sendo a origem híbrida suportada cariologicamente mediante relação com os parentais.


Palavras-chave


Relações cariotípicas; Conteúdo de DNA; Passiflora L.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp47

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367