Estabelecimento e caracterização molecular de culturas celulares de câncer de pênis: Como análise em larga escala podem auxiliar na identificação de novas estratégias terapêuticas

Hellen Kuasne

Resumo


O câncer de pênis (CaPe) apresenta distribuição geográfica disntinta sendo uma doença rara em países desenvolvidos e altamente frequente em países pobres e em desenvolvimento, como o Brasil. Apesar do seu comportamento imprevisível e tratamento agressivo, há um número muito limitado de dados sobre os mecanismos moleculares e epigenéticos envolvidos na doença. Nosso grupo tem utilizado estudos em larga escala (perfil de metilação do DNA, expressão de transcritos, miRNA e alterações genômicas) em CaPe, com o objetivo de caracterizar as alterações moleculares neste tipo tumoral assim como identificar marcadores moleculares envolvidos no desenvolvimento e progressão da doença. Nós também estabelecemos 5 linhagens celulares de CaPe e por metodologias de análises globais nós verificamos se as linhagens celulares recapitulam o tumor original. O uso de metodologias de análises globais é a principal etapa para a descoberta de marcadores que possam contribuir para o entendimento dos mecanismos genéticos e epigenéticos envolvidos no CaPe. Os resultados provenientes dessas análises forneceu subsídios para o teste de terapias alvo específicas e análises funcionais, abrindo novas estratégias de tratamento para CaPe.


Palavras-chave


Câncer de pênis; Marcadores moleculares; Análises globais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1suplp33

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367