Levantamento de variáveis antecedentes e consequentes que favoreceram a aprendizagem e a manutenção de dificuldades interpessoais em universitários

Aline Camacho, Edmarcia Manfredin Vila

Resumo


Muitas pessoas queixam-se de dificuldades em seus relacionamentos interpessoais e da ocorrência de respostas emocionais intensas. A Análise Funcional contribui para operacionalizar os comportamentos em questão, identificando suas condições antecedentes e conseqüentes, já que a análise das contingências que mantêm essas dificuldades possibilita a modificação das mesmas. Objetivou-se levantar os comportamentos que caracterizavam dificuldades interpessoais de quatro universitários e relacioná-los com as variáveis responsáveis pela aprendizagem e manutenção de tais comportamentos. Foram realizadas quatro entrevistas clínicas individuais, aplicação de Inventário e observação direta. Após a análise funcional, observaram-se dificuldades que envolviam classes de comportamentos ditos passivos e hostis. Dentre as variáveis que influenciaram a aprendizagem desses padrões, notou-se a prevalência de variáveis aversivas, extinção de comportamentos pró-sociais e ambiente pouco diversificado para a modelagem e modelação de comportamentos apropriados e de enfrentamento de situações aversivas. Em relação aos mantenedores, observou-se, de maneira bastante acentuada, a ocorrência de reforçamento negativo (fuga/esquiva de exposição social) e, também, reforçamento positivo.


Palavras-chave


Dificuldades interpessoais; Análise funcional; Universitários.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2009v30n1p47

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367