Perfil epidemiológico dos pacientes com leishmaniose tegumentar americana no município de Ilhéus – Bahia

Soraya Sena Campos, Fleming Sena Campos, Glayciane Costa Gois, Tiago Santos Silva

Resumo


Objetivou-se analisar o perfil epidemiológico de 442 pacientes com leishmaniose tegumentar americana no município de Ilhéus entre os anos de 2007 a 2012. A coleta de dados foi realizada na vigilância epidemiológica do município Ilhéus, utilizando como banco de dados os casos notificados e digitados no sistema nacional de notificação de agravos de leishmaniose tegumentar americana. Foram analisadas informações sobre, sexo, faixa etária, escolaridade, critério de confirmação, tipo da leishmaniose, medicação utilizada, conclusão do caso. No município de Ilhéus a letalidade em leishmaniose tegumentar americana foi nula durante o período de estudo e a partir do ano de maior ocorrência houve um decréscimo dos casos positivos. Os indivíduos mais propícios à doença são do sexo masculino, entre 20 a 49 anos, residente em áreas rurais, pardos, autóctone. A forma mais incidente é a cutânea e a droga mais utilizada para o tratamento é a antimonial pentavalente. Não foi confirmada a sazonalidade da doença entre os meses e anos observados e nenhum surto da doença durante o período estudado no município de Ilhéus – Bahia. As informações deste estudo servirão para auxiliar o planejamento de ações epidemiológicas de saúde pública, visando medidas particulares de proteção conforme caracterização local. A partir destes resultados, espera-se mostrar a importância da notificação de investigação, diagnóstico precoce e tratamento eficaz para reduzir sequelas, bem como contribuir para a prevenção e controle da doença na cidade.

Palavras-chave


Diagnóstico; Leishmania; Leishmaniose

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n2p155

Direitos autorais 2018 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367