Criança com varicela: conhecimento e práticas de profissionais da educação infantil e da saúde

Tabatha de Freitas Moreira Santos, Flávia Lopes Gabani, Rosangela Aparecida Pimenta Ferrari, Mauren Teresa Grubisich Mendes Tacla

Resumo


Trata-se de pesquisa descritiva, quantitativa e transversal, para analisar o conhecimento acerca da varicela entre profissionais das áreas da educação infantil e da saúde, antes da participação em oficinas de educação em saúde. Os dados foram coletados por meio de questionários autoaplicados e processados no programa Epi Info®, considerando-se para análise estatística nível de significância de 5%. Participaram 92 profissionais de oito Centros de Educação Infantil e duas Unidades de Saúde da Família de Londrina (PR). Mais de 52,0% dos profissionais da saúde e 74,0% da educação desconheciam a doença. Para 76,0% dos profissionais da educação e 38,1% dos da saúde a varicela não apresenta complicações, e a etiologia viral reportada foi de 75,0% e 50,0%, respectivamente. A varicela ainda é uma doença prevenível, pouco conhecida entre ambas as categorias profissionais, que emerge para a adequada assistência e redução da transmissibilidade mediante programas de educação em saúde, além da imunização.

Palavras-chave


Enfermagem; Varicela; Assistência Integral à Saúde; Educação em Saúde; Creche.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2017v38n1p15

Direitos autorais 2017 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367