Afastamento laboral por transtornos mentais entre os servidores da prefeitura municipal de Manaus: uma análise preliminar

Vívian Silva Lima Marangoni, André Luiz Machado das Neves, Zilmar Augusto de Souza Filho, Gizelly de Carvalho Martins

Resumo


O presente trabalho teve o propósito de investigar as ocorrências de afastamentos laborais decorrentes de transtornos mentais entre os servidores da Prefeitura Municipal de Manaus – PMM, registrados pela Junta Médica do Município, no período de janeiro a dezembro de 2011. Encontrou-se, após a análise documental, dados de extrema significância que convergem com inúmeros estudos os quais assinalam a natureza do trabalho como fator de risco para o adoecimento mental. Verificou-se, através dos mesmos, que os transtornos mentais estão entre as maiores causas de afastamentos das atividades laborais, especialmente entre os servidores da área da saúde e da educação, representando 10% do total de licenças concedidas em 2011. Esses achados poderão subsidiar futuros estudos que tenham como foco a promoção de saúde e a qualidade de vida desses profissionais, constituindo-se em um grande desafio para os gestores públicos.


Palavras-chave


Trabalho; Transtorno mental; Afastamento laboral; Servidores públicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2016v37n2p13

Direitos autorais 2017 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367