Avaliação do ciclo estral, tecido ovariano e uterino e parâmetros fetais de ratas Wistar tratadas com Topiramato

Isabel Cristina Cherici Camargo, Willian Eduardo Neres, Ana Paula Queiroz Mello, Vinicius Augusto Simão

Resumo


O Topiramato está incluído na mais nova geração de drogas antiepilépticas e é conhecido que apresenta múltiplos mecanismos de ação. A droga também é usada como redutor de massa corporal. Seu efeito nos tecidos reprodutivos e no ciclo estral merece maior atenção. Então, este estudo teve como objetivo investigar os possíveis efeitos da droga sobre os tecidos ovariano e uterino, ciclo estral e alguns parâmetros fetais de ratas Wistar não epilépticas. No Experimento I, as fêmeas receberam água de torneira (C – grupo controle; n=8) ou Topiramato (grupo TPM; 100 mg/kg; n=8), oralmente por 6 semanas. Foram monitorados o ciclo estral e o consumo de ração. As secções ovarianas e uterinas foram examinadas em microscopia de luz. No Experimento II, ratas prenhes dos grupos C e TPM receberam os tratamentos durante os períodos de pré-implantação, implantação ou organogênese. Nas fêmeas do Experimento I, o TPM não teve efeito sobre o consumo de alimento, peso corpóreo final, peso corpóreo semanal e ciclo estral. O peso ovariano e uterino foi similar em ambos os grupos. A cinética da foliculogênese não foi afetada pelo tratamento com a droga. Houve uma significativa (p>0,05) redução na espessura endometrial do grupo TPM. No Experimento II, o peso fetal foi reduzido (p<0,05) em todos os períodos de exposição ao TPM. Não houve efeito do tratamento sobre a morfologia externa fetal. Concluindo, os resultados indicam que o TPM promove discretas alterações no tecido uterino e causa decréscimo no peso fetal após a exposição em diferentes períodos gestacionais.


Palavras-chave


Droga antiepiléptica; Foliculogênese; Endométrio; Produtos da gestação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2016v37n2p55

Direitos autorais 2017 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367