Papel da leptina na patogênese do câncer de mama

Thayse Fachin Cormanique, Francielli Aparecida Garcia da Costa, Eglea Yamamoto Della Justina, Geise Ellen Broto, Jessica Zardin de Moraes, Thamara Andressa Fagundes, Eduardo Moreira Saboia Gomes, Erika Tomie Takakura, Nadia Bertechini Soler Lopes, Thiemy Nishi Loli, Vanessa Rye Goto, Vanessa Jacob Victorino, Carolina Panis

Resumo


A leptina é um pequeno polipeptídeo codificado pelo gene OB, profundamente relacionado com a massa de gordura corporal e o balanço energético. Devido aos seus diversos efeitos biológicos e transdutores de sinal regulados, múltiplas classificações biológicas tem sido atribuídas à leptina, incluindo hormônio, citocina, adipocina, fator de crescimento, e fator de desenvolvimento, dentre outros. Este cenário nos dá uma idéia do tamanho do potencial de efeitos biológicos gerados por esta molécula. A concentração de leptina no corpo é determinada pela quantidade de tecido adiposo; portanto, hiperleptinemia é um achado comum em indivíduos obesos. Além disso, níveis elevados de leptina circulante pode conferir um pior prognóstico para qualquer condição patológica. Apesar da história da leptina ter sido reportada por mais de 20 anos, sua relação com o câncer ganhou notoriedade nos últimos 10 anos, quando estudos focaram e discutiram o papel da obesidade com um forte fator de risco para o desenvolvimento de câncer. Adicionalmente, evidências crescentes apontam a leptina como mediador primordial da resposta imune, o que agrava o cenário da ocorrência de câncer na presença de obesidade. Assim, a leptina pode apresentar pelo menos duas faces na patogênese do câncer, agindo através de mecanismos imunológicos e não-imunológicos. Neste trabalho, revisamos a dinâmica do eixo leptina no câncer de mama e discutimos seu papel na doença, imunopatogênese e prognóstico.

Palavras-chave


Leptina; Câncer de mama; Obesidade; Resposta imune.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2015v36n2p97

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367