Dimensionamento de pessoal de unidades neonatais em um hospital universitário

Gabriela Ramos Ferreira Curan, Amanda Beraldo, Sarah Nancy Deggau Hegeto de Souza, Edilaine Giovanini Rossetto

Resumo


O objetivo foi avaliar o dimensionamento de pessoal de enfermagem de unidades neonatais de um hospital universitário em relação a sua formação e experiência profissional da equipe de enfermagem e a adequação à legislação profissional vigente. Estudo descritivo, quantitativo, realizado na Unidade de Tratamento Intensivo e de Cuidados Intermediários Neonatal. Utilizou-se dois instrumentos para coleta de dados com equipe de enfermagem e sobre a relação profissionais e ocupação de leitos. Os funcionários apresentaram média de experiência em unidades neonatais de 14 anos; a maioria tinha mais de uma formação profissional (59,3%). O número de enfermeiros estava abaixo do preconizado pela legislação profissional vigente (12,5%) e o de auxiliares de enfermagem acima (56,2%); em 51,9% havia funcionários de outros setores realizando horas extras. Concluiu-se que apesar de qualificada, o que pode determinar uma assistência diferenciada, a equipe não atende as normas para dimensionamento profissional preconizado para a assistência nessas unidades especializadas.

Palavras-chave


Dimensionamento de pessoal; UTI Neonatal; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2015v36n1Suplp55

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367