Influência da adubação verde nas propriedades físicas e biológicas do solo e na produtividade da cultura de soja

Ricardo Alves Cardoso, Anderson Soares Bento, Humberto Misdei Moreski, Francielli Gasparotto

Resumo


A adubação verde consiste na prática de uso de espécies vegetais em rotação, sucessão ou consorciação com outras culturas comerciais, objetivando melhoria, manutenção e recuperação das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo. Assim, objetivou-se avaliar a influência de diferentes adubos verdes nas características do solo e na produtividade da cultura de soja. O experimento foi realizado em Maringá (PR), em delineamento de blocos casualizados, com seis tratamentos e quatro repetições: T1: aveia branca (Avena Sativa); T2: aveia preta (Avena strigosa), T3: guandu anão (Cajanus cajan), T4: nabo forrageiro (Raphanus sativus L.), T5: tremoço branco (Lupinus albus) e T6: testemunha (pousio). Ao final do experimento foram estabelecidas relações entre o adubo verde utilizado, à produção de soja, à produção de fitomassa, ao desenvolvimento de microrganismos e densidade aparente do solo. Os dados foram analisados em programa estatístico e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5% de probabilidade. As coberturas que propiciaram maior teor de fitomassa foram o tremoço, a aveia preta e feijão guandu. Os tratamentos que mais influenciaram o aumento de microrganismos do solo foram o tremoço, nabo forrageiro e feijão guandu. Em relação à produtividade, maiores valores encontrados foram obtidos nos tratamentos com feijão guandu, tremoço e aveia branca. Quanto à densidade aparente do solo, o tratamento com nabo forrageiro apresentou melhor resultado.

Palavras-chave


Adubos verdes; Biomassa; Biota do solo; Matéria orgânica

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2014v35n2p51

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367