Processo de envelhecimento sob a ótica de idosos participantes de um centro de convivência

Elen Ferraz Teston, Rubia Maiara Silva Marcon, Sonia Silva Marcon

Resumo


O processo de envelhecimento requer novos investimentos, tanto políticos quanto sociais, afim de que o idoso vivencie esta fase de forma natural e saudável. Diante disso, o presente estudo tem como objetivo conhecer a percepção de idosos sobre a sua participação nas atividades promovidas por um centro de convivência. Trata-se de um estudo exploratório de abordagem qualitativa, realizado em Maringá-PR, junto a 13 idosas. Os dados foram coletados em outubro de 2011 no próprio centro de convivência, mediante entrevistas semiestruturadas e após, submetidos à análise de conteúdo. Os resultados apontam os fatores valorizados pelas idosas quanto a vivência proporcionada pelas atividades, como por exemplo, o lazer, a ocupação e a melhora do estado de ânimo, o cuidado com a saúde, a busca por hábitos saudáveis de vida e a alfabetização. Além disso, evidenciaram-se indicadores de satisfação relacionados ao centro de convivência, como a assiduidade dos idosos nas atividades e a indicação a outros idosos. Diante disso, reconhece-se a vivência positiva por parte dos idosos, quanto à participação em atividades promovidas pelo centro de convivência e reforça-se a necessidade de os profissionais de saúde indicarem a participação nestas atividades como forma de contribuir com a promoção do envelhecimento saudável. 


Palavras-chave


Envelhecimento; Comportamentos saudáveis; Promoção da saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2014v35n1p97

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367