Prevalência sorológica e intensidade da resposta humoral entre indivíduos infectados com Vírus da Hepatite C

Michele Rodrigues Leitemperguer, Sandra Trevisan Beck

Resumo


A infecção crônica pelo vírus da Hepatite C (HCV) é considerada grave, podendo progredir para cirrose e descompensação hepática. Objetivos: Verificar a prevalência da infecção pelo HCV entre os indivíduos triados, entre setembro de 2007 e setembro de 2009 determinando a correlação dos níveis séricos de anticorpos com presença do RNA viral.
Métodos: Os resultados sorológicos da pesquisa de anticorpos anti HCV pelo método imunoenzimático ELISA (BioMérieux®) de 4536 indivíduos foram analisados retrospectivamente. O resultado da pesquisa molecular (COBAS AMPLICOR HCV Roche Diagnostics®) de 79 pacientes foi obtido através de registros médicos, sendo os genótipos 1 e 3 os mais frequentes. A probabilidade do resultado sorológico estar relacionado com a pesquisa molecular foi verificada através de curva ROC, construída para diferentes valores de Índex (DO amostra/DO ponto de corte do ELISA).
Resultados: Das amostras para as quais foi realizado o teste molecular, 82,3% confirmaram presença de RNA HCV. Os Valores preditivos positivos (VPP) e Valores preditivos negativos (VPN) para presença de viremia, considerando valores de Índex 4,0 3,0 e 2,0 foram: para Índex 4,0 sensibilidade (S) de 62%, especificidade (E) 64%, VPP de 89%, VPN de 27%. Para Índex 3,0 S=93,0%; E=36,0%, VPP 87%, VPN 55%. Para Índex 2,0 S=100%, E=21%, VPP 85%; VPN 100%.
Conclusão: Pode-se inferir que há grande probabilidade de pacientes com reação sorológica para pesquisa de anti-HCV reagente e Índex menor que 2,0, terem suprimido a infecção pelo HCV, e com Índex superior a 4,0 apresentarem viremia presente.

Palavras-chave


HCV; Genótipo; Índex

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2014v35n2p3

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367