Prevenção da doença invasiva neonatal precoce pelo Streptococcus agalactiae: experiência de um hospital escola

Bruna Maria de Moraes Norcia, Renata Aparecida Belei, Uiara Rodrigues de Oliveira Moraes, Camilo Carvalho Reda, Jaqueline Dario Capobiango

Resumo


Streptococcus agalactiae ou Streptococcus do grupo B (SGB) é um importante patógeno responsável por infecções bacterianas invasivas em neonatos, como a sepse, pneumonia e meningite. O objetivo deste estudo foi avaliar a adesão as medidas de prevenção de infecção neonatal precoce pelo SGB, conforme recomendado pelo Centers for Disease Control and Prevention (CDC), em dois períodos, antes e após o envolvimento da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) como uma rotina do serviço e avaliar se houve impacto na morbidade e mortalidade neonatal no segundo período analisado. Trata-se de um estudo de coorte, de caráter retrospectivo, realizado no Hospital Universitário de Londrina (HU), PR. Foram analisadas 800 fichas da CCIH de parturientes, 107 do período de 2008 a 2009 e 693 do período de 2011 a 2012. Após envolvimento da CCIH na implantação do protocolo do CDC, houve incremento de 88,2% na coleta de swabs vaginal e retal das parturientes, aumento de 95,7% de realização de uroculturas e aumento de 86,4% na realização de antibioticoprofilaxia intraparto. Em relação aos recém-nascidos sintomáticos, foram diagnosticados 7/107 (6,5%) no período de 2008 a 2009 e 49/693 (7,0%) no período de 2011 a 2012. Recém-nascidos sintomáticos evoluíram para óbito: 1/107 (0,9%) no período de 2008 a 2009 e 12 (1,7%) no período de 2011 a 2012. Concluiu-se que o envolvimento da CCIH na implantação do protocolo do CDC, foi fundamental na obtenção de uma maior adesão às medidas de profilaxia de doença invasiva precoce pelo SGB, porém não houve impacto na morbidade e mortalidade neonatal.

Palavras-chave


Streptococcus agalactiae; Recém-nascido; Gestantes; Infecção.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2014v35n1p105

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367