Avaliação da qualidade microbiológica da água de propriedades leiteiras dos municípios de Campo Bonito, Cascavel e Guaraniaçú – PR

Simone Cavalli Piana, Samara Cavalli Piana, Luciana Oliveira de Fariña, Fabiana André Falconi, Jardel José Busarello

Resumo


Os objetivos deste trabalho foram: conhecer a comunidade de mamíferos de médio e grande porte A água é considerada um dos elementos fundamentais para a existência do homem e precisa ser de qualidade. Porém, as condições gerais de saneamento deficientes são claramente refletidas nos dados disponíveis sobre mortalidade por doenças de veiculação hídrica. A cada ano, ocorrem cerca de 3,5 milhões de mortes relacionadas ao fornecimento inadequado de água, saneamento básico e higiene, predominantemente em países em desenvolvimento. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade da água utilizada na higienização do úbere das vacas, de equipamentos e utensílios de ordenha em propriedades leiteiras dos municípios de Campo Bonito, Cascavel e Guaraniaçú - PR. Para isso, foram coletadas 32 amostras de água, oriundas de poços e minas, não tratadas, no período de abril/2009 a abril/2010 e realizadas análises por meio da contagem do Número Mais Provável de coliformes totais e Escherichia coli, de acordo com o método de Colilert. Verificou-se que 93,75% das amostras continham coliformes totais, que variaram de 2 a ? 2,4 x103 NMP/100 mL e que 37,5% continham E. coli, que variaram de 2 a 170 NMP/100 mL. A partir dos dados conclui-se que 37,5% das amostras estavam em desacordo com o padrão estabelecido pela Portaria nº 2914/2011 do Ministério da Saúde, que preconiza ausência de E.coli em 100 mL de água não tratada, proveniente de fontes e minas. Diante do contexto, propõe-se a realização de um trabalho de educação sanitária junto à população do meio rural, a adoção de medidas preventivas visando minimizar a ocorrência de enfermidades de veiculação hídrica, com a consequente melhoria da qualidade do leite produzido nessas propriedades.


Palavras-chave


Qualidade da Água; Leite; Zona rural

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2014v35n1p25

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367