Dispersão por aves de Psidium guajava L. (Myrtaceae) em ambiente ripário na bacia do rio Paraná, Brasil

João Carlos Barbosa da Silva, José Flávio Cândido Junior, Huilquer Francisco Vogel, João Batista Campos

Resumo


A dispersão da goiabeira (Psidium guajava L.) em ecossistemas naturais brasileiros é um processo crescente e requer estudos sobre a dinâmica desta espécie. Deste modo, os objetivos foram: a) identificar quais espécies de aves se alimentam dos frutos de Psidium guajava; b) descrever as principais táticas de forrageamento das aves, que podem maximizar ou reduzir o sucesso de dispersão da goiabeira. Foram realizadas 47 horas de observação focal de aves consumindo frutos de P. guajava, onde foram registradas 11 espécies de aves (Aratinga leucophthalma, A. aurea, Amazona aestiva, Melanerpes flavifrons, Pitangus sulphuratus, Cyclarhis gujanensis, Turdus leucomelas, Mimus saturninus, Tangara palmarum, T. sayaca e Euphonia chlorotica). As guildas de aves mais representativas foram os onívoros (54,5%), seguida dos frugívoros (27,3%) e das espécies consideradas insetívoras (18,2%). Com exceção dos psitacídeos, que apresentam comportamentos alimentares que normalmente promovem danos à semente, as outras espécies apresentaram comportamentos que as indicam como potenciais dispersores da goiabeira. As aves observadas frequentam ambiente florestal e também áreas abertas, o que potencializa a dispersão da espécie pela maioria dos ambientes, podendo alterar a estrutura e composição específica da vegetação da região. Com aves atuando como dispersores de suas sementes, a colonização de novas áreas pela P. guajava é eminente, podendo assim dominar áreas de regeneração ambiental, tornando-se uma espécie danosa a processos ecossistêmicos.


Palavras-chave


Ecologia alimentar; Frugivoria; Goiabeira; Invasão biológica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2013v34n2p195

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367