Acolhimento como estratégia para alcançar a integralidade da assistência em hospital de média complexidade

Carolina Brito Goulart, Maria do Carmo Lourenço Haddad, Marli Terezinha Oliveira Vannuchi, Mariana Angela Rossaneis

Resumo


Acesso e acolhimento são elementos essenciais do atendimento, para que se possa atuar efetivamente sobre o estado de saúde do individuo. O acolhimento significa uma mudança na organização do processo de trabalho e uma nova diretriz para a instituição, além de uma postura diferenciada do profissional de saúde frente ao usuário. Este estudo descritivo foi realizado em um serviço de emergência de um hospital público de média complexidade, com o objetivo de identificar como o acolhimento com classificação de risco contribuiu para se alcançar à integralidade da assistência como um dos princípios do Sistema Único de Saúde. A coleta de dados foi realizada por meio da observação das estratégias utilizadas no acolhimento do usuário. A análise dos dados deu-se por meio do relato da realidade vivenciada no pronto socorro da instituição onde o estudo foi realizado, após a implantação do acolhimento com avaliação e classificação de risco, segundo a percepção dos autores. A implantação dessa estratégia de acolhimento foi um avanço para a instituição no reconhecimento da saúde como direito determinando a redução das filas de espera dos usuários, melhora no atendimento e satisfação do usuário e de funcionários da instituição, tornando o atendimento resolutivo, ético, integral e humanizado para os usuários que procuram o serviço.


Palavras-chave


Acolhimento; Humanização da Assistência; Serviço Hospitalar de Emergência.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2013v34n1p91

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367