Avaliação da qualidade das águas subterrâneas em poços do estado do Ceará, Brasil

Cecília Leite Costa, Renata Felix de Lima, Germana Costa Paixão, Lydia Dayanne Maia Pantoja

Resumo


A água subterrânea, uma das fontes mais utilizada no Mundo para o consumo humano, tem potencial capacidade de transmissão de doenças causadas por microrganismos patogênicos provenientes de fezes de humanos e animais, ou por meio de substâncias químicas em concentrações fora dos padrões permitidos pela Portaria 2914/2011/MS, por isso tornando-se indispensável a verificação e o acompanhamento de sua potabilidade. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade microbiológica e química das águas para consumo humano provenientes de poços e correlacioná-la com o nível de esgotamento sanitário de diversas localidades do Estado do Ceará. No período de janeiro de 2008 a dezembro de 2010, foram coletadas 230 amostras de poços amazonas e tubulares profundos provenientes das cinco macrorregiões do Estado do Ceará, as quais foram submetidas à pesquisa de coliformes totais e Escherichia coli e análises físico-químicas (amônia, nitrito, nitrato e cloretos) nos laboratórios da Companhia de Água e Esgoto do Ceará - CAGECE. Os resultados apontaram elevados níveis de contaminação microbiana nos poços: 40% das amostras atestaram presença de coliformes totais e 12,2% de E. coli. Os parâmetros físico-químicos indicaram contaminação por matéria orgânica, em cerca de 10% das amostras. Medidas preventivas como o aumento do esgotamento sanitário, devem ser realizadas a fim de evitar a transmissão de doenças de veiculação hídrica.


Palavras-chave


Poços; Qualidade da água; Esgotamento sanitário; Coliformes totais; Escherichia coli; Parâmetros físico-químicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2012v33n2p171

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367