Acidentes com aranhas do gênero Loxosceles spp. em Laranjeiras do Sul – PR

Jucelaine Haas, Everton Schuster Bêe, Kimiyo Shimomura Haida, Renata Maria Gluzezak

Resumo


As aranhas do gênero Loxosceles são responsáveis por milhares de acidentes no Brasil a cada ano, sendo o Paraná o estado com maior número de casos notificados ao SINAN, respondendo por mais de 35% dos acidentes notificados em 2011. A picada da aranha-marrom resulta em lesões necróticas que podem resultar em úlcera de difícil cicatrização. Em casos extremos, os acidentes com estas aranhas podem levar ao óbito, devido à sua ação sistêmica. Apesar da grande importância para a saúde pública, pouco se sabe a respeito dos casos de acidentes loxoscélicos no interior do Paraná. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi analisar a epidemiologia dos casos registrados de picada de aranha-marrom em Laranjeiras do Sul, Paraná, de 2006 a 2008, visando ao aprimoramento de medidas profiláticas e do diagnóstico do loxoscelismo. Os dados foram coletados na Secretaria Municipal de Saúde de Laranjeiras do Sul, entre os anos de 2006 e 2008. Neste período, 0,13% da população sofreu por picadas de Loxosceles. Dentre os casos documentados no período, 42,5 % ocorreram nos meses de novembro e dezembro com 70% na zona urbana, sendo 85% dos acidentes dentro de casa. Em relação às vítimas, 67,5% foram mulheres, sendo 22,5%, donas-de-casa. Com relação ao local da picada, 46% atingiram o membro inferior da vítima, e os principais sintomas foram dor no local da picada (82,5%) e edema (80%). Na maior parte dos casos, os pacientes procuraram atendimento médico com até três horas após a picada (40%) ou após 24 horas (37,5%). Conclui-se que, mais estudos deveriam ser desenvolvidos a fim de obter-se o panorama epidemiológico dos acidentes aracnídicos no estado do Paraná.

Palavras-chave


Aranha marrom; Epidemiologia; Lesão dermonecrótica; Aracnidismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1679-0367.2013v34n1p15

Direitos autorais 2016 Semina: Ciências Biológicas e da Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Semina: Ciênc. Biol. Saúde

email: seminabio@uel.br

Londrina - PR
ISSN Print: 1676-5435

EISSN: 1679-0367